O diretor da Superintendência de Trânsito e Mobilidade (STM Irecê), Ronaldo Miron, se reuniu na terça-feira (22) com representantes da Associação de Transporte Escolar de Irecê (ATEI), para ouvir solicitações e sugerir algumas ações para a legalização do serviço no município, a exemplo da realização de cadastros e emissão de alvarás.

Para Ronaldo, é preciso fiscalizar o transporte e dar oportunidade para os condutores trabalharem de forma legalizada. “Antes de qualquer coisa é preciso garantir que o trabalho aconteça dentro das normas de segurança exigidas pelo Código Brasileiro de Trânsito (CBT)”, disse. “A legalização do serviço é uma iniciativa muito importante, que vai garantir mais segurança e tranquilidade para alunos, pais e condutores”, diz.

Ainda segundo o diretor, o próximo passo será a elaboração de uma minuta de projeto de Lei, juntamente com a categoria, para em seguida enviar o projeto à Câmara para apreciação dos vereadores.

Ainda não há comentários.

Deixe uma resposta

Seu Email não será publicado. Campos marcados com (*) são obrigatórios.